Ano V - janeiro  2003 - nº 53

Sua revista com a cara e a alma brasileiras


SUMÁRIO - EDIÇÃO 53
FESTANÇA
CANCIONEIRO
IMAGINÁRIO
OFICINA
PALHOÇA
COLHER DE PAU
PANACÉIA

setaquad.gif (95 bytes)A procissão de São Benedito no Lagarto, Sergipe, descrita por Melo Morais Filho.

setaquad.gif (95 bytes)A oração do anjo Custódio ou As treze palavras, As quinze palavras ditas e retornadas, Divina oração do anjo Custódio sendo as quinze palavras ditas e retornadas de meu Senhor Jesus Cristo.

setaquad.gif (95 bytes)O "não presta" em nosso folclore, por Júlio Mariano.

CATAVENTO
ALMANAQUE
REALEJO
COLABORAÇÕES

 

PANACÉIA - Nesta seção, textos sobre plantas medicinais; rezas; benzeduras; simpatias; crenças; superstições; amuletos; orações; devoções; magia e feitiçaria...


ORAÇÃO DO ANJO CUSTÓDIO


É das mais divulgadas, dela existindo numerosas versões, sendo conhecida com outros títulos: Oração das treze palavras ditas e retornadas, As treze palavras, As quinze palavras ditas e retornadas, Divina oração do anjo Custódio sendo as quinze palavras ditas e retornadas de meu Senhor Jesus Cristo, pronunciadas aqui e em outros lugares.

Uma versão:

Anjo Custódio, queres ser salvo
Com as quinze palavras
Ditas e retornadas
De meu Senhor Jesus Cristo?
Sim, quero, senhor,
Ser salvo com as quinze palavras
Ditas e retornadas
De meu Senhor Jesus Cristo
Diz uma
Uma é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as duas
As duas são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as três
As três, são os três profetas:
Abraão, Isaque e Jacó
As duas, são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as quatro
As quatro, são os quatro evangelistas
Jonas, Lucas e Marco e Mateus
As três, são os três profetas:
Abraão, Isaque e Jacó
As duas, são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as cinco
As cinco, são as cinco chagas
De nosso Senhor Jesus Cristo
As quatro, são os quatro evangelistas
Jonas, Lucas e Marco e Mateus
As três, são os três profetas:
Abraão, Isaque e Jacó
As duas, são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as seis
As seis, são os seis filhos bentos
Que alumiaram a casa de Jerusalém
As cinco, são as cinco chagas
De nosso Senhor Jesus Cristo
As quatro, são os quatro evangelistas
Jonas, Lucas e Marco e Mateus
As três, são os três profetas:
Abraão, Isaque e Jacó
As duas, são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as sete
As sete, são os sete coros de anjos
As seis, são os seis filhos bentos
Que alumiaram a casa de Jerusalém
As cinco, são as cinco chagas
De nosso Senhor Jesus Cristo
As quatro, são os quatro evangelistas
Jonas, Lucas e Marco e Mateus
As três, são os três profetas:
Abraão, Isaque e Jacó
As duas, são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as oito
As oito, são os oito corpos santos
As sete, são os sete coros de anjos
As seis, são os seis filhos bentos
Que alumiaram a casa de Jerusalém
As cinco, são as cinco chagas
De nosso Senhor Jesus Cristo
As quatro, são os quatro evangelistas
Jonas, Lucas e Marco e Mateus
As três, são os três profetas:
Abraão, Isaque e Jacó
As duas, são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as nove
As nove, são os nove salmos sentenciados
As oito, são os oito corpos santos
As sete, são os sete coros de anjos
As seis, são os seis filhos bentos
Que alumiaram a casa de Jerusalém
As cinco, são as cinco chagas
De nosso Senhor Jesus Cristo
As quatro, são os quatro evangelistas
Jonas, Lucas e Marco e Mateus
As três, são os três profetas:
Abraão, Isaque e Jacó
As duas, são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as dez
As dez, são os dez mandamentos
As nove, são os nove salmos sentenciados
As oito, são os oito corpos santos
As sete, são os sete coros de anjos
As seis, são os seis filhos bentos
Que alumiaram a casa de Jerusalém
As cinco, são as cinco chagas
De nosso Senhor Jesus Cristo
As quatro, são os quatro evangelistas
Jonas, Lucas e Marco e Mateus
As três, são os três profetas:
Abraão, Isaque e Jacó
As duas, são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as onze
As onze, são as onze mil virgens
As dez, são os dez mandamentos
As nove, são os nove salmos sentenciados
As oito, são os oito corpos santos
As sete, são os sete coros de anjos
As seis, são os seis filhos bentos
Que alumiaram a casa de Jerusalém
As cinco, são as cinco chagas
De nosso Senhor Jesus Cristo
As quatro, são os quatro evangelistas
Jonas, Lucas e Marco e Mateus
As três, são os três profetas:
Abraão, Isaque e Jacó
As duas, são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as doze
As doze, são os doze apóstolos
As onze, são as onze mil virgens
As dez, são os dez mandamentos
As nove, são os nove salmos sentenciados
As oito, são os oito corpos santos
As sete, são os sete coros de anjos
As seis, são os seis filhos bentos
Que alumiaram a casa de Jerusalém
As cinco, são as cinco chagas
De nosso Senhor Jesus Cristo
As quatro, são os quatro evangelistas
Jonas, Lucas e Marco e Mateus
As três, são os três profetas:
Abraão, Isaque e Jacó
As duas, são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as treze
As treze, são os treze raios de sol
As doze, são os doze apóstolos
As onze, são as onze mil virgens
As dez, são os dez mandamentos
As nove, são os nove salmos sentenciados
As oito, são os oito corpos santos
As sete, são os sete coros de anjos
As seis, são os seis filhos bentos
Que alumiaram a casa de Jerusalém
As cinco, são as cinco chagas
De nosso Senhor Jesus Cristo
As quatro, são os quatro evangelistas
Jonas, Lucas e Marco e Mateus
As três, são os três profetas:
Abraão, Isaque e Jacó
As duas, são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as quatorze
As quatorze, são os quatorze artigos da fé
As treze, são os treze raios de sol
As doze, são os doze apóstolos
As onze, são as onze mil virgens
As dez, são os dez mandamentos
As nove, são os nove salmos sentenciados
As oito, são os oito corpos santos
As sete, são os sete coros de anjos
As seis, são os seis filhos bentos
Que alumiaram a casa de Jerusalém
As cinco, são as cinco chagas
De nosso Senhor Jesus Cristo
As quatro, são os quatro evangelistas
Jonas, Lucas e Marco e Mateus
As três, são os três profetas:
Abraão, Isaque e Jacó
As duas, são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Diz as quinze
As quinze, são os quinze mistérios
Do rosário de Maria
As quatorze, são os quatorze artigos da fé
As treze, são os treze raios de sol
As doze, são os doze apóstolos
As onze, são as onze mil virgens
As dez, são os dez mandamentos
As nove, são os nove salmos sentenciados
As oito, são os oito corpos santos
As sete, são os sete coros de anjos
As seis, são os seis filhos bentos
Que alumiaram a casa de Jerusalém
As cinco, são as cinco chagas
De nosso Senhor Jesus Cristo
As quatro, são os quatro evangelistas
Jonas, Lucas e Marco e Mateus
As três, são os três profetas:
Abraão, Isaque e Jacó
As duas, são as duas tábuas de Moisés
Que vós por ela descesse e subisse
E a uma, é meu Senhor Jesus Cristo
Que vive e reina
Para sempre sem fim. Amém.

Padre-nosso, ave-maria e glória-padre, oferecidos ao anjo Custódio.

É muito poderosa oração, disse uma curandeira, e serve para a defesa do corpo e da alma; defende dos inimigos, se preciso envultando; serve paea apagar fogo; se um moribundo não tem um padre para prestar assistência, é rezar esta oração e produz o mesmo efeito; quando se tem de viajar, depois de rezá-la oferecer às cinco chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo e não existe perigo. É oração tão forte que quando o indivíduo reza sente-se um pouco abatido.

(Amorim, José Pimentel de. Medicina popular de Alagoas. Maceió, Departamento Estadual de Cultura, 1963. Folclore, caderno XIX, p.42-50)

Jangada Brasil © 1998-2002